não seremos calados dessa vez

por Marcia Dantas

Estou farta!

Da hipocrisia, de dois pesos e duas medidas,
Das palavras vazias, que refletem a ignorância.

Cansada dos retrocessos,
Dos passos vãos,
Dos esforços desperdiçados.

Esperei,
Perseverei,
Tive esperança.
Mesmo quando ela parecia vã.

Mas então veio o golpe,
O recuo,
E, mesmo diante da óbvia verdade,
Vi que tudo vinha na direção oposta.

Tudo era claro,
Mas os olhos se fecharam.

Tudo era simples,
Mas os ouvidos pareciam ignorar os sons
Que estavam lá
E se faziam presentes.
Sussurrando o que estava acontecendo.

Tudo foi ignorado,
E, desesperada, chorei
Quando vi que o mal estava feito.

Eu não era a única
Pois outros sentiam o mesmo
Ao ver sufocada a sua voz,
Ao ver os direitos retirados.

Então me uni a eles,
Nossas vozes juntas,
Gritando,
Berrando,
Mostrando que bastava,
Não iríamos nos calar.

Não dessa vez.

Agora bem sabemos
O silêncio foi rompido
E nossas vozes
Ecoam poderosas
Por todos os cantos.

Então não nos calaremos.

Romperemos o silêncio
E diremos o que não foi falado.
O que foi escondido
Será revelado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *