no que você deveria estar pensando

por David Plassa

Você pode ter tudo no Império das Conveniências
Menos os seus primeiros sonhos
Que eram, você deveria lembrar
Doces leituras de um mundo desconhecido

Você pode estar cercado de janelas antirruído
Mas o silêncio jamais habitará o seu interior
Há sempre uma playlist para cada momento
Que só evidencia sua incapacidade de dançar

E talvez suas fotos te entreguem sorrisos involuntários
Sem que você jamais entenda o motivo
Pois sua memória só criou arestas
E sua capacidade de construir com elas é apenas virtual

Você é a verdade no Império das Conveniências
Porque coexistir é impureza para seu filtro social personalizável
Responsável pela integridade da sua pequena bolha azul de vaidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *