espelho

por Elle*

Havia uma menina
Que no amor acreditava
Sua vida foi tomada
Por uma obsessão sem escala

Ela rodou o mundo
E achou que o amor
Era lenda de pescador
Que não existia
Ou só causava dor

Ela, com essa mania de masoquista
Achando que a dor acabaria
Aguentou calada
todo tipo de cilada

E depois de tanta dor
Um amanhecer rosado
Trouxe à tona uma verdade

A realidade inventada
A veracidade esplanada
Amor não é dor
Nem aguentar calada

Amor é dizer
O que quer
O que tem que ser

Amor é esquecer
Tudo que já fez doer

Amor é espelho
Enxergar o reflexo
Mesmo que sem nexo

O verdadeiro amor da menina
Morava em seu espelho
Não em alguma esquina

_____

A vida chegou sem massagem.
Tudo que *Elle quer é embarcar em mais uma viagem.
Da cabeça desgraçada tenta tirar seu rumo.
Tem larica de arte.
Elle escreve quinzenalmente às quartas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *