primeira página de um novo capítulo

por Marcia Dantas*

Lembro do dia em que você partiu.

Era um misto de felicidade pelo futuro que se abria diante de seus olhos e, ao mesmo tempo, senti aquele aperto no coração por saber que haveria uma distância tão grande entre nós. Fazia pouco tempo que tinha me acostumado com a ideia e ainda me atormentava aquela incerteza sufocante de não saber se a veria algum dia. Mas era para você e, acima de qualquer temor, estava comigo o orgulho e a felicidade pela oportunidade que estava em suas mãos. Continuaria a manter os pensamentos em você, os ouvidos prontos para quando precisasse e a torcida a postos.

A separação doeu, não vou mentir. Era como se as fibras do meu interior pudessem se partir a qualquer segundo, num piscar de olhos. Precisava de tempo para me acostumar a não poder tê-la tão ao meu alcance. Porém também não queria deixá-la. Você tinha um desafio a cumprir e havia a necessidade de ter todo o apoio.

Você permitiu que eu fosse expectadora de sua grandiosa jornada.

A distância não deixou de marcar a presença e temi pelas vezes que não pude correr em sua direção quando você precisou. Mas, de alguma forma, você me deixava estar perto, olhando, torcendo, chorando e comemorando a cada passo, vitorioso ou frustrado. Era um orgulho ver sua força, mesmo quando apareceram barreiras que tentavam derrubá-la. Você não caiu, não desistiu, não se deixou vencer. Foi inspiração no decorrer desse caminho que parecia tão longo e tão difícil.

Um caminho que está chegando em sua reta final.

Está perto o dia do seu retorno, e em sua bagagem os louros da vitória, a experiência de uma vida vivida em um ano e meio de jornada e a sabedoria ampliada. Um mundo nos olhos, tanta coisa para contar e compartilhar.

Também tenho tanto a dizer. São tantas coisas, muita água que correu por baixo da ponte por aqui e, principalmente, tantas mudanças que ocorreram em mim. Sou a mesma, mas me transformei em muitos aspectos.

Vivemos muitas jornadas, cada uma a sua forma, e muito mudou. Porém saiba que aquela que chorou sua partida é a mesma que vai recebê-la de braços abertos. Sua amiga entusiasta e orgulhosa, que vai estar pronta para ouvi-la a cada dificuldade e comemorando cada vitória.

Estou grudada no calendário, contando os dias e já sonhando com a sua chegada. Foi bom ver sua jornada, mas reencontrá-la será o auge desse capítulo de nossa vida.

_____

*Marcia Dantas se orgulha de ser professora de História e escritora, duas áreas que a completam, realizam, desafiam e a fazem militar constantemente. Paulista de coração, não se vê morando em outro lugar, embora precise de um férias da metrópole no momento. Lançou há pouco o seu primeiro livro, Reescrevendo Sonhos, além de estar em vários outros projetos literários. Marcia escreve quinzenalmente aos sábados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *