[…]

por Caê Jansen*

Com olhos de observador
Busco enxergar a verdade
Não aquela falsa verdade falada
Que ao cuspir palavras de negação
Tenta talvez enganar até a si
Porém, afirma uma dor escondida
Masoquismo insaciável

Em seus olhos, feridas se mostram abertas
Desejo de trocar de lugar
Do público afeto que nunca provou
Enquanto persegue
Aquilo que quer e a machuca

_____

*Caê Jansen esteve sempre muito insatisfeito. Com seus empregos e limitações. Com o mundo. Busca controlar o ego e os pensamentos mais sombrios. Para isso, mergulhou de cabeça na escrita e na música. Tem na educação social sua ferramenta para tentar transformar o mundo. O coletivo lhe agrada, o psicodélico lhe atrai. Não tem formação, nem formatação. Ama arte. Caê escreve às terças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *