32 de outubro

por Gabriel Fogal*

4h da manhã e você
Está dormindo
Eu estou chorando
O cigarro queimando
A 400°C
Logo vou me refugiar
Em meus mirantes
Sei bem, essa noite
Confiei ao copo
O esquecimento
Por mais que eu tente
Não consigo deixar de lado
A dor que eu sinto
É a falta de pecados esquecidos
Então por favor
Acorde e
Me invada com teus olhares

_____

*Gabriel Fogal não sabe bem o que escrever aqui. Fez xixi na cama até o dia 17 de maio de 1997. Tenta ser escritor quando toma açaí ou cerveja e estuda psicologia de madrugada. Gostaria de viajar a América Latina de fusca e já foi pirata. Fogal escreve quinzenalmente às sextas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *